MADRIGAL

Fonte: Banco de imagens do Google

http://katiamidori.files.wordpress.com/2011/03/autumn-wallpaper1.jpg

 

Ah, pobre poeta

 

que a turba, indiscreta,
a rir, lisonjeia!…
Não passa de um homem
que mágoas consomem
e as grafa na areia…

Em vez de honrarias,
mercês, regalias,
que almeja, no fundo?
O “affair” necessário:
ouvir, solitário,
o ego profundo…



(Do livro “Estado de Espírito”, de Sersank)

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: